FC&F em Portugal - logo

  FC&F em Portugal: Prémios: Prémio Branquinho da Fonseca - regulamento

uma enciclopédia online

 

Caminho Simetria Eventos Branquinho da Fonseca Turno da Noite Hyperdrive Fantasporto
Dragão Quântico Simetria (mini-conto) Conto do Mês Lista [Ficcao-Cientifica] Paradoxo Hyperdrive - Star Wars

 

Prémio Branquinho da Fonseca - regulamento:

  1. A Câmara Municipal de Cascais institui o Prémio Branquinho da Fonseca - Conto Fantástico prestando, desta forma, preito à memória do grande escritor que, enquanto director do Museu-Biblioteca Condes de Castro Guimarães, desenvolveu trabalho de assinalável mérito, com destaque para a criação da primeira biblioteca itinerante do País.

  2. O Prémio Branquinho da Fonseca - Conto Fantástico tem periodicidade anual e está aberto a todos os autores nacionais.

  3. Os trabalhos apresentados terão de ser inéditos.

  4. Normas de apresentação: em Língua Portuguesa, dactilografados a dois espaços, em folhas A4, em número de quatro exemplares, e com o máximo de 200 páginas.

  5. Os originais deverão ser entregues ou enviados pelo correio, até ao dia 30 de Setembro de 2000, ao:

    Secretariado do Prémio Branquinho da Fonseca - Conto Fantástico
    Divisão de Bibliotecas e Arquivo Histórico
    Câmara Municipal de Cascais
    Praça 5 de Outubro
    2754-501 Cascais
    Tel. nº: 21 482 53 79 / 21 483 69 70

  6. Juntamente com os originais deverá ser apresentado um sobrescrito fechado, contendo no interior a identidade, endereço e telefone do concorrente, ostentando no exterior o pseudónimo escolhido.

    6.1 Os originais e o envelope de identificação deverão ser entregues dentro de um único sobrescrito comum.

  7. Um Júri de três elementos, constituído por um representante da Associação Portuguesa de Escritores (APE), do Centro Português da Associação Internacional de Críticos Literários (AICL) e da Câmara Municipal de Cascais (CMC), apreciará os originais e fará saber da sua decisão até Dezembro de 2000.

  8. O Júri pode decidir-se pela não atribuição do Prémio.

  9. Não haverá recurso das decisões do Júri.

  10. O Conto premiado será publicado na revista Boca do Inferno, editada pela Câmara Municipal de Cascais.

  11. O Prémio terá o valor de 300.000$00 (trezentos mil escudos), montante entendido como pagamento dos direitos de autor respeitantes à edição da obra premiada.

  12. A entrega do Prémio será feita em sessão pública, a decorrer no Museu Condes de Castro Guimarães, em data a estabelecer.

  13. Os sobrescritos ficarão na posse do Secretariado do concurso e apenas será entregue ao Júri o sobrescrito respeitante à obra premiada, sendo os restantes devolvidos, juntamente com as cópias, quando solicitados, até um mês após o anúncio público do trabalho premiado.

  14. A Câmara Municipal de Cascais não se compromete a devolver os trabalhos concorrentes se estes não forem levantados até um mês depois de anunciado o Prémio.

  15. A divulgação do Prémio, bem como do trabalho premiado, será feita através da Imprensa.

  16. Os casos omissos não contemplados no presente regulamento serão solucionados pelo Júri.

 

Topo

© Jorge Candeias, 2000